ADOTE AGORA ESSAS NOVAS PRÁTICAS

14/10/2016

blog

A falta de prática de gestores no desenvolvimento de atividades e ações com os públicos-alvo, associada a grande quantidade de oportunidades de tornar todas as rotinas plausíveis de analises empíricas e, a partir dela, traçar planos para otimizar a performance da marca e seus produtos/serviços tem gerado muitas demissões de lideranças de marketing.

Mas o que está mudando exatamente? Por onde posso começar a me preparar para este novo ciclo?

Existem 5 novas práticas de marketing, comunicação e relacionamento com o mercado que, com pouco ou nenhum custo, você pode começar a estruturar a partir de agora:

Inteligência de Mercado – É a perspectiva de entender o ambiente de concorrência para traçar ações. A quantidade de informações vindas da internet aliada a dados internos e externos pede que toda empresa hoje tenha um plano de marketing baseado na filosofia de Inteligência de Mercado, ou seja, compreender macro e microambiente, a proposta de marca (branding) para depois visualizar estratégia e táticas.

Big Data –  Não é algo presente somente no dia a dia de grandes empresas já que hoje, existem empresas que vendem seus dados (como operadoras de cartões) de forma estruturada para que você visualize sua performance frente ao seu setor e região que atua, gerando assim insumos fundamentais para o desenvolvimento de ações.

Inbound Marketing – É uma metodologia que consiste no desenvolvimento inteligente de conteúdo de forma a criar “gatilhos” para que as pessoas cada vez mais conheçam seus produtos e depois haja a conversão em vendas. Já difundido em startups, trata-se de uma filosofia que deveria aproximar-se da economia real.

Outbound Marketing –  Se o inbound é o desenvolvimento online do mix de marketing e vendas, o outbound estrutura toda esta ligação entre as áreas no contexto offline. Poucas empresas se dedicam a estruturar a área de vendas de forma a valorizar a alta performance, com inteligência no mapeamento de mercado, dividindo prospecção de formatação de propostas e criando roteiros claros de aceleração dos resultados:

Growth Hacking – É o profissional que será responsável sobre a estruturação de todo o planejamento entre o ambiente online e o offline, bem como a disciplina que será alvo de estudo e aproximação. O termo Growth Hacking foi desenvolvido por focar exatamente em quebrar os canais tradicionais e maximiza-los para gerar o crescimento vertiginoso da ferramenta.

Como toda prática nova, a bibliografia ainda é pouco “embrionária”. Se quiser saber mais sobre o tema, uma boa referência é “Manual Prático das novas Ferramentas Comerciais”, escrito por uma compilação de profissionais em 2015. É novo mas o mais importante é colocar tudo isso em prática o quanto antes!

Mãos a obra!

Fonte: ADNews



Tags: Dicas

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com